Risoto de tomate seco e mussarela de búfala – Lu Rezende

Este risoto foi feito pela minha querida cunhada Luiza. Ela sempre nos recebe com mesas lindíssimas, floridas, que tornam a refeição sempre muito especial. Os pratos sempre são pensados para agradar os convidados. A Lu é extremamente delicada e tem o dom de receber.  A família adora quando ela entra na cozinha e se o prato é risoto, não sobra nada! Convidamos ela para fazer um risoto lá em casa e aqui está o resultado.

O Risoto é sempre uma forma de reunir os amigos na cozinha e fazer com que eles participem de todo o processo do jantar. Eu adoro este momento de cozinhar, conversar, provar…delícia!

Risoto da Lu

 

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 500g de arroz arbóreo;
  • 1/2  xícara de vinho branco seco;
  • 2l de caldo de legumes;
  • 1 cebolas grandes picada em pedaços pequenos;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • 300g de tomate seco;
  • 300g de mussarela de búfala;
  • 50g de queijo parmesão ralado;
  • sal;
  • 1 colher (sopa) de manteiga;
  • manjericão;

MISE EN PLACE

  1. Prepare o caldo de legumes.
  2. Separe 2 panelas: uma para o caldo e outra para o risoto.
  3. Separe todos os ingredientes.
  4. Pique a cebola em pedações pequenos.
  5. Pique o tomate seco em pedações pequenos – Dica da Lu: use uma tesoura.
  6. Pique a mussarela de búfala.
  7. Pique as folhas de manjericão.

COMO FAZER

  1. Coloque o caldo em uma panela para ferver. Quando ferver abaixe o fogo. Mantenha o caldo no fogo para que ele continue quente.
  2. Em outra panela, esquente o azeite e refogue a cebola até dourar.
  3. Junte o arroz e refoge por uns 2 minutos.
  4. Adicione o vinho branco seco e mexa até o vinho evaporar.
  5. Coloque 2 conchas do caldo e mexa sem parar. Quando o caldo tiver secando, adicione outra concha e repita o processo a medida que o caldo for evaporando. O processo deve levar aproximadamente uns 17 minutos ou até que fique no ponto (al dente e cremoso).
  6. Quando o arroz ficar no ponto, misture o tomate seco picadinho.
  7. Desligue o fogo.
  8. Coloque uma colher de manteiga e mexa bem. Isso vai dar brilho ao risoto.
  9. Junte a mussarela de bufála, o manjericão e misture.
  10. Acerte o sal.
  11. Coloque o risoto na travessa que irá servir e salpique o queijo ralado.
  12. Sirva imediatamente.

Dica: Não deixe o caldo evaporar todo para que o risoto não fique seco.

Serve 6 pessoas.

Batata rostie – da Mamãe

Essa batata me lembra momentos em família. Sempre que fazíamos fondue, ele vinha acompanhado de muitas batatas dessas. Minha mãe praticamente ficava na cozinha escravizada pela nossa vontade. Tinha até briga e nunca ficávamos satisfeitos. Coitada!

Você pode rechear com o que quiser. Eu gosto assim.

Fiz hoje em homenagem aos amigos suíços que estão em campo contra Honduras. Vai Suíça!!!

batata rostie

 

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 4 batatas grandes (asterix)
  • 2 colheres (sopa) de manteiga; (pode ser que você precise de mais um pouco)
  • 1 pano de prato
  • frigideira antiaderente (essencial)
  • sal e pimenta a gosto

COMO FAZER

  1. Rale a batata no ralo mais grosso que você tiver.
  2. Coloque a batata em um recipiente e lave bem,.
  3. Seque com um pano de prato. Faça uma trouxinha e esprema para sair toda a água.
  4. Tempere com sal e pimenta do reino.
  5. Coloque uma colher da manteiga na frigideira e depois que derreter disponha a batata por toda a frigideira. A batata tem que preencher todo o espaço. Tampe. Deixe em fogo baixo.
  6. Quando você perceber que a lateral está ficando dourada, retire a batata do fogo virando -a em um prato.
  7. Repita o processo para o outro lado da batata.

Coma com muita vontade!

Serve 4 pessoas normais ou 2 crianças na minha família.

Antepasto de beringela e pimentões – Tia Rosangela

Amo antepasto de beringela. Simplesmente amo, amo, amo! Sempre tem aqui em casa. Tenho algumas receitas, mas com certeza esta é a preferida. A receita é da Tia Rosangela, que arrasa na cozinha. Sempre que eu tenho uma desculpa, peço pra ela fazer pra mim. Da última vez tomei vergonha na cara e fiz eu mesma: igual..igual, nunca vai ficar! Com certeza tem muito amor como ingrediente secreto.

antepasto beringela

receita tia rosangela

Ingredientes/Utensílios

  • 2 beringelas grandes cortadas em tiras finas;
  • 2 pimentões vermelhos cortados em tiras finas;
  • 2 pimentões amarelos cortados em tiras finas;
  • 2 pimentões verdes cortados em tiras finas;
  • 1 cebola cortada em tiras finas;
  • 3 tomates com pele cortados em tiras finas;
  • 4 colheres (sopa) de azeite;
  • 100g de uvas passas claras sem sementes;
  • 100g de uvas passas escuras sem sementes;
  • 100g de azeitonas portuguesas;
  • 1 colher (sobremesa) de sal;
  • cheiro verde a gosto, ou a erva que quiser.
  • 2 dentes de alho picadinhos;
  • 1 colher (sopa) de vinagre de maça;

Como fazer

  1. Misture tudo muito bem e coloque em um tabuleiro.
  2. Cubra com papel alumínio e leve ao forno.
  3. Deixe cozinhar por uma hora
  4. Retire o papel alumínio e deixe no forno até secar toda a água.

Sirva gelado com torradas.

Arroz de coco com camarões – CT

Essa receita vi no Que Marravilha e resolvi fazer para agradar meu marido no nosso aniversário. Ele adora comida com leite de coco. Amamos a receita e com certeza vai entrar para o cardápio da família. Já estou com vontade de comer de novo!

Não usei toda a quantidade de gengibre indicada, achei muito.Usei só a metade.

Não fritei as cabeças de camarão. Aqui em casa isso não ia fazer sucesso. Mas tente com isso, algo crocante ficará ótimo com o prato. Da próxima vez vou fazer coco frito na manteiga (ralado no ralo grosso) para o croc croc.  Também não usei camarão VG.

Clique aqui para ver a receita original. Tem video.

camarao

 

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 4 cebolas roxas grandes fatiadas;
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo;
  • 500 ml de água ou caldo de legumes; (se o caldo não for feito em casa, use água)
  • 120 ml de vinho branco seco;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • 1 colher (sopa) de manteiga;
  • 2 dentes de alho picado;
  • 1 bouquet garni;
  • sal e pimenta do reino;
  • torradas de pão baguete amanhecido;
  • 300g de queijo tipo suisse ralado ou gruyère.

COMO FAZER

  1. Esquente o azeite e derreta a manteiga.
  2. Junte as cebolas e o alho e refogue até dourar.
  3. Junte o vinho branco e deixe ferver.
  4. Coloque a farinha de trigo e misture bem.
  5. Adicione a água e o bouquet garni.
  6. Ferva por 20 a 30 minutos em panela tampada.
  7. Na hora de servir, verifique o tempero e coloque um pouco de sopa em uma cumbuca. Cubra com torradas e uma camada do queijo.
  8. Leve ao forno quente para gratinar.

Serve 4 pessoas.

Sopa de cebola roxa gratinada – CT

A temperatura cai e me dá vontade de comer uma sopa. Adoro sopas! É claro que sopa de cebola é uma das minha preferidas, senão a número 1.

Esta receita me leva à Paris com um toque de Claude. Em quase todos os restaurantes que  comi em Paris, eu pedi uma sopa de cebola. Comi boas e ruins. A receita é do livro Jantares do Que Marravilha. Dá para matar a saudade.

Corra pra cozinha!

IMG_0414


 

Ingredientes/Utensílios

  • 4 cebolas roxas grandes fatiadas;
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo;
  • 500 ml de água ou caldo de legumes; (se o caldo não for feito em casa, use água)
  • 120 ml de vinho branco seco;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • 1 colher (sopa) de manteiga;
  • 2 dentes de alho picado;
  • 1 bouquet garni;
  • sal e pimenta do reino;
  • torradas de pão baguete amanhecido;
  • 300g de queijo tipo suisse ralado ou gruyère.

Como fazer

  1. Esquente o azeite e derreta a manteiga.
  2. Junte as cebolas e o alho e refogue até dourar.
  3. Junte o vinho branco e deixe ferver.
  4. Coloque a farinha de trigo e misture bem.
  5. Adicione a água e o bouquet garni.
  6. Ferva por 20 a 30 minutos em panela tampada.
  7. Na hora de servir, verifique o tempero e coloque um pouco de sopa em uma cumbuca. Cubra com torradas e uma camada do queijo.
  8. Leve ao forno quente para gratinar.

Serve 4 pessoas.

Purê de Maracujá – CT

Mais uma delícia do Claude Troisgros. Comi este purê no CT Boucherie e fiquei apaixonada. Quando cheguei em casa, abri o livro Receitas Preferidas do Chef Claude Troisgros e fiquei muito feliz ao saber que eu podia fazer em casa. A receita rende muito. Acompanha carnes, aves, peixes e até sobremesas.

IMG_0215

Ingredientes/Utensílios

  • 6 maçãs verdes;
  • 2 colheres (sopa) de manteiga;
  • 1 colher (sopa) de açúcar;
  • 1 pau de canela;
  • 2 cravos;
  • 120ml de maracujá fresco
  • 1 pitada de sal

Como fazer

  1. Descascar 6 maças verdes, retirar as sementes e fatiar.
  2. Derreter em uma panela a manteiga e juntar as maças, o açúcar, a canela e o cravo.
  3. Deixar secar no fogo baixo, tentando não quebrar as frutas, quer dizer, mexendo com uma colher de pau devagarinho.
  4. Em outra panela, reduzir para 3/4 o suco de maracujá fresco com as sementes (120ml).
  5. Peneirar, colocar e colocar de volta no suco metade das sementes.
  6. Colocar o suco reduzido sobre as maçãs e finalizar com uma pitada de sal.

Macarrão com presunto da Valerinha

Domingo passado, para matar a saudade da família, fizemos o macarrão da minha sogra lá em casa. O macarrão é assim: impossível parar de comer, fácil de fazer, com sabor de família e com direito a disputa pela crosta do queijo. A receita que fizemos não é a original dela, mas é uma delícia e tem uma história.

Um dia, para agradar o Miguel, eu fiz o macarrão como eu achava que era. Ele adorou, agradeceu, comeu muito e no final me disse: está uma delícia, mas o da minha mãe é diferente e muito melhor. Ele tem toda razão. Nas férias, ela fez o macarrão na minha casa e eu descobri que tem um segredinho que realmente muda tudo. Eu não vou contar. A receita que está ai já é gostosa o bastante, melhor que isso só feita pela minha sogra. 🙂

 

IMG_0235
IMG_023410560EEC-838E-4CFE-9B0D-52F34A11ED53

Ingredientes/Utensílios

  • 1 cebola picada em cubinhos;
  • 1l de leite;
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo;
  • 3 colheres de sopa de manteiga;
  • 500g de penne cozinho al dente;
  • 300g de presunto fatiado cortado em cubinhos;
  • queijo parmesão a gosto;
  • noz moscada a gosto;
  • sal e pimenta;

Como fazer

  1. Em uma panela, refogue a cebola na manteiga até que fique translucida.
  2. Faça o molho de acordo com o molho branco. A única diferença está na cebola, que é refogada com a manteiga e só depois a farinha é acrescentada.
  3. Tempre o molho com noz moscada e acerte o sal e pimenta. Cuidado com o noz moscada, é forte e pode roubar o sabor.
  4. Coloque o presunto cortado no molho e misture.
  5.  Misture o penne já cozinho no molho e coloque em uma travessa em duas camadas: penne, queijo parmesão ralado e novamente penne e queijo parmesão ralado.
  6. Leve ao forno para gratinar.

Chame a família!

Serve 4 pessoas.

Molho Branco

Está aí o molho branco. Muitas pessoas chamam o molho branco de molho bechamel, mas há uma pequena diferença entres eles. A diferença é mesmo sutil e gera muita discussão entre os cozinheiros. O molho bechamel foi criado por um francês (creme de leite com molho velouté)  e com o passar do tempo sofreu adaptações. Hoje o molho bechamel que conhecemos difere do molho branco só no leite: seu leite é temperado por infusão (folha de louro, fatia de cebola e flor de noz-moscada ou a própria noz-moscada) enquanto no molho branco o leite é puro.

Vou colocar aqui a receita do molho branco. Ele pode ser usado como principal em vários pratos ou ainda como base para outros molhos, sopas, cremes, souflés.

 molho

Ingredientes/Utensílios

  • 1l de leite;
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo;
  • 2 colheres (sopa) manteiga sem sal;
  • sal e pimenta do reino para finalizar;

Como fazer

  1. Em uma panela, derreta a manteiga e misture a farinha de uma vez, formando um roux.
  2. Coloque o leite de uma vez e mexa bem até que levante fervura. Quando mais frio tiver o leite, menor a chance de empelotar o molho, pois o amido da farinha reage quando expostos a altas temperaturas.
  3. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por aproximadamente 15 minutos ou até atingir o ponto desejado. Mexe algumas vezes durante o processo.
  4. Tempere com sal e pimenta.

Berinjela com Tahine – CT

Esse semana tivemos o nosso tão esperado evento: Terças lá em casa. A escolhida da noite foi a Berinjela e o Chef querido, Claude Troisgros. Esta receita é do livro Que Marravilha – Jantares.

Fica a super dica. Leve, fácil, mas não tão rápida. Ficamos com a impressão que em um churrasco seria perfeita. Prometemos tentar.

Vou postar a receita original.

foto

 

Ingredientes/Utensílios

  • 8 berinjelas pequenas;
  • azeite;
  • 2,5 colheres (sopa) de tahine;
  • suco de 1/2 limão;
  • 1 dente de alho picado;
  • 2 colheres (sopa) de água filtrada;
  • pimenta síria;
  • sal a gosto;
  • paprica doce;
  • folhas de salsa;

 

Como fazer

  1. Lave, seque e depois molhe as berinjelas no azeite.
  2. Coloque as berinjelas inteiras numa grelha sobre a chama do fogão.
  3. Vire de vez em quando até tostar e murchar. (isso demora um pouco)
  4. Enrole em um papel alumínio e descasque as berinjelas, elimine os resíduos da casca escurecida e coloque no prato.
  5. Amasse as berinjelas com um garfo. Reserve
  6. Misture o tahine com o suco de limão.
  7. Acrescente o sal, o alho, a pimenta síria, a água filtrada e misture novamente.
  8. Regue as berinjelas com o tahine e depois com azeite.
  9. Decore com um pouco de páprica doce e as folhas de salsa.

Dica do Claude: Para Obter o sabor defumado típico da receita é importante tostar bem as berinjelas.

Serve 8 pessoas.