Cuscuz de couve-flor com cogumelo – Bela Gil

Minha sogra viu na TV, deu a dica e um dia fizemos em um jantar para testar.

Adoramos a receita, o sabor oriental e não é que parece um cuzcuz? Vai virar rotina aqui em casa. Eu não tinha semente de girassol e adaptei para lascas de amêndoas.

Link da receita no GNT. Clique aqui

photo278046798695737287

photo278046798695737288

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 1 cabeça de couve-flor crua
  • 1 xícara de salsinha picada
  • 1 xícara de azeitona picada
  • 1 colher de sopa de tomilho fresco
  • 1 xícara de cenoura ralada
  • ½ xícara de semente de girassol tostada
  • ½ cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 2 xícaras de cogumelo paris fatiado
  • Azeite extra virgem
  • Molho shoyo
  • Óleo de gergelim tostado
  • Sal marinho
  • Pimenta do reino
  • Brotos ou mini folhas verdes para enfeitar

COMO FAZER

  1. Coloque uma panela com água e sal para ferver.
  2. Corte a couve-flor em flores, coloque na água e deixe ferver por 3 minutos. Deixe esfriar e bata no processador até se tornar um cuscuz.
  3. Despeje a couve-flor numa tigela e misture a salsinha, azeitona, tomilho, cenoura e semente de girassol.
  4. Refogue o cogumelo com alho e cebola e finalize com um pouco de shoyo.
  5. Misture a couve-flor na panela com os cogumelos. Tempere com azeite e óleo de gergelim tostado. Decore com brotos ou mini folhas verdes. Sirva quente ou gelado.

Pode ser conservado na geladeira por dois a três dias.

Anúncios

Spagetthi de abobrinha com molho de tomate rústico

Para quem gosta de massa com molho de tomate e de abobrinha esta receita fará sucesso. Serve como uma boa alternativa para diminuir os carboidratos e como a abobrinha fica al dente a sensação é de estar comendo uma macarronada. Eu adoro, é super simples de fazer e aqui em casa é muito bem recebida.
Você vai precisar de um cortador para facilitar o processo e acreditar no tempo de cozimento que eu vou dar para a abobrinha. Se você cozinhar demais, ela soltará muito água e o molho ficará ralo. Por este mesmo motivo, outra dica é fazer um molho rústico.
O molho pode ser pronto, com tomate natural ou pelati. Vou dar a receita com o molho de tomate pelati, mas use o da sua preferência.

collage

 

Ingredientes/Utensílios

  • 1 lata de tomate pelati;
  • 2 colheres (sopa) azeite;
  • 1 cebola pequena em cubinhos;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • De 1 a 2 xícaras de água;
  • 1 pitada de açúcar mascavo;
  • sal e pimenta do reino;
  • 3 abobrinhas médias;

Como fazer

  1. Comece pelo molho de tomate: Refoque a cebola no azeite.
  2. Quando tiver transparente, junte o alho para refogar.
  3. Junte o tomate e o líquido da lata.
  4. Amasse o tomate com uma espátula.
  5. Tempera com sal e pimenta do reino.
  6. Quando o tomate começar a ferver, junte a xícara de água e abaixe o fogo.
  7. Deixe cozinhar por mais ou menos 1 hora (panela tampada) e mexa às vezes para não queimar. Sempre que o molho secar, adicione mais água. Só tome cuidado porque o molho deve ficar com pedaços e mais grosso. Lembre-se de que quando a abobrinha for inserida, ela soltará uma água natural, deixando ele mais ralo.
  8. Acerte o sal, pimenta e adicione uma pitada de açúcar mascavo; Reserve
  9. Com o cortador, fatie a abobrinha. A parte com caroço não deve ser utilizada, a abobrinha precisa ficar al dente.
  10. Esquente o molho se precisar e coloque a abobrinha fatiada  para cozinhar no molho. Deixe apenas 3 minutos. Ela deve ficar al dente. Para maiores quantidades você pode precisar de mais tempo. Vá experimentando.
  11. Sirva imediatamente.
Você pode usar um queijo parmesão ralado, ou queijo minas padrão para manter o prato light.

 

Serve 2 pessoas.

Farfale ao molho oriental com castanha de caju – Celeiro

Essa salada é sucesso garantido. Já aconteceu de no meio do jantar eu ter que aumentar a quantidade. Se a massa tiver cozida, é um minuto. O óleo de gergelim torrado é um ingrediente fundamental para a salada, deixa ela com aquele gostinho oriental todo especial. A salada tem um toque agridoce e crocante. A receita original usa coentro, mas eu não coloquei: aqui em casa é proibido. Para cortar as cenouras use um mandoline que corte em juliana, a salada vai ficar lindinha. A receita é o livro de saladas do celeiro. IMG_0751

Ingredientes/Utensílios

Molho

  • 1/2 colher (sopa) de alho amassado;
  • 6 colheres (sopa) de molho de soja;
  • 1 1/2 colher (sopa) de vinagre de arroz;
  • 2 colheres (sopa) de oleo de gergelim tostado;
  • 1/2 colher (sopa) de açúcar branco;
  • 1/2 colher (sopa) de sal marinho;

Salada

  • 500g de farfalle;
  • 1/3 xícara de coentro picado;
  • 1 xícara de cenoura sem casca cortada em juliana fina;
  • 1/2 xícara de castanha de caju tostada e cortada ao meio;

Como fazer

  1. Em uma panela funda coloque 2 1/2 litros de água para ferver. Enquanto isso prepare o molho.
  2. Em uma bacia grande misture os ingredientes do molho com um batedor manual.
  3. Coloque a massa para cozinhar e, assim que estiver a um minuto do ponto “al dente”, escorra e coloque imediatamente no molho para pegar gosto.
  4. Acrescente o coentro, a cenoura e a castanha de caju.

O livro ainda dá umas informações excelentes sobre as receitas: Tempo: rápido pré-preparo: nenhum durabilidade: 2 dias na geladeira Serve 6 pessoas.

Empadas de Queijo da Barão

Saudades da Barão, do convívio e da comida. Essas empadinhas já tem um tempo que eu fiz para o Mi. Pensando em repetir amanhã.

Fica a dica para o lanche do feriado. 🙂

IMG_0733

 

Ingredientes/Utensílios

Massa:

  • 10 colheres (sopa) de farinha de trigo;
  • 2 colheres (sopa) de manteiga;
  • 2 colheres (sopa) de creme de leite;
  • 1 gema;
  • 1 pitada de sal;
  • 1 colher (chá) de fermento;

Recheio:

  • 200g de queijo minas frescal ou padrão;
  • 2 colheres (sopa) de queijo ralado;
  • 2 gemas;
  • 2 colheres (sopa) de creme de leite;

Como fazer

  1. Para a massa: Amasse bastante até dar liga. Se ficar seco demais, adicione mais uma gema.
  2. Monte a massa nas forminhas de empada.
  3. Misture todos os ingredientes do recheio até formar uma papinha.
  4. Preencha as forminhas.
  5. Leve ao forno moderado de 15 a 20 min, até dourar.

A empada pode ser congelada antes de assar e ir do freezer direto para o forno.

Risoto de tomate seco e mussarela de búfala – Lu Rezende

Este risoto foi feito pela minha querida cunhada Luiza. Ela sempre nos recebe com mesas lindíssimas, floridas, que tornam a refeição sempre muito especial. Os pratos sempre são pensados para agradar os convidados. A Lu é extremamente delicada e tem o dom de receber.  A família adora quando ela entra na cozinha e se o prato é risoto, não sobra nada! Convidamos ela para fazer um risoto lá em casa e aqui está o resultado.

O Risoto é sempre uma forma de reunir os amigos na cozinha e fazer com que eles participem de todo o processo do jantar. Eu adoro este momento de cozinhar, conversar, provar…delícia!

Risoto da Lu

 

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 500g de arroz arbóreo;
  • 1/2  xícara de vinho branco seco;
  • 2l de caldo de legumes;
  • 1 cebolas grandes picada em pedaços pequenos;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • 300g de tomate seco;
  • 300g de mussarela de búfala;
  • 50g de queijo parmesão ralado;
  • sal;
  • 1 colher (sopa) de manteiga;
  • manjericão;

MISE EN PLACE

  1. Prepare o caldo de legumes.
  2. Separe 2 panelas: uma para o caldo e outra para o risoto.
  3. Separe todos os ingredientes.
  4. Pique a cebola em pedações pequenos.
  5. Pique o tomate seco em pedações pequenos – Dica da Lu: use uma tesoura.
  6. Pique a mussarela de búfala.
  7. Pique as folhas de manjericão.

COMO FAZER

  1. Coloque o caldo em uma panela para ferver. Quando ferver abaixe o fogo. Mantenha o caldo no fogo para que ele continue quente.
  2. Em outra panela, esquente o azeite e refogue a cebola até dourar.
  3. Junte o arroz e refoge por uns 2 minutos.
  4. Adicione o vinho branco seco e mexa até o vinho evaporar.
  5. Coloque 2 conchas do caldo e mexa sem parar. Quando o caldo tiver secando, adicione outra concha e repita o processo a medida que o caldo for evaporando. O processo deve levar aproximadamente uns 17 minutos ou até que fique no ponto (al dente e cremoso).
  6. Quando o arroz ficar no ponto, misture o tomate seco picadinho.
  7. Desligue o fogo.
  8. Coloque uma colher de manteiga e mexa bem. Isso vai dar brilho ao risoto.
  9. Junte a mussarela de bufála, o manjericão e misture.
  10. Acerte o sal.
  11. Coloque o risoto na travessa que irá servir e salpique o queijo ralado.
  12. Sirva imediatamente.

Dica: Não deixe o caldo evaporar todo para que o risoto não fique seco.

Serve 6 pessoas.

Batata rostie – da Mamãe

Essa batata me lembra momentos em família. Sempre que fazíamos fondue, ele vinha acompanhado de muitas batatas dessas. Minha mãe praticamente ficava na cozinha escravizada pela nossa vontade. Tinha até briga e nunca ficávamos satisfeitos. Coitada!

Você pode rechear com o que quiser. Eu gosto assim.

Fiz hoje em homenagem aos amigos suíços que estão em campo contra Honduras. Vai Suíça!!!

batata rostie

 

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 4 batatas grandes (asterix)
  • 2 colheres (sopa) de manteiga; (pode ser que você precise de mais um pouco)
  • 1 pano de prato
  • frigideira antiaderente (essencial)
  • sal e pimenta a gosto

COMO FAZER

  1. Rale a batata no ralo mais grosso que você tiver.
  2. Coloque a batata em um recipiente e lave bem,.
  3. Seque com um pano de prato. Faça uma trouxinha e esprema para sair toda a água.
  4. Tempere com sal e pimenta do reino.
  5. Coloque uma colher da manteiga na frigideira e depois que derreter disponha a batata por toda a frigideira. A batata tem que preencher todo o espaço. Tampe. Deixe em fogo baixo.
  6. Quando você perceber que a lateral está ficando dourada, retire a batata do fogo virando -a em um prato.
  7. Repita o processo para o outro lado da batata.

Coma com muita vontade!

Serve 4 pessoas normais ou 2 crianças na minha família.

Antepasto de beringela e pimentões – Tia Rosangela

Amo antepasto de beringela. Simplesmente amo, amo, amo! Sempre tem aqui em casa. Tenho algumas receitas, mas com certeza esta é a preferida. A receita é da Tia Rosangela, que arrasa na cozinha. Sempre que eu tenho uma desculpa, peço pra ela fazer pra mim. Da última vez tomei vergonha na cara e fiz eu mesma: igual..igual, nunca vai ficar! Com certeza tem muito amor como ingrediente secreto.

antepasto beringela

receita tia rosangela

Ingredientes/Utensílios

  • 2 beringelas grandes cortadas em tiras finas;
  • 2 pimentões vermelhos cortados em tiras finas;
  • 2 pimentões amarelos cortados em tiras finas;
  • 2 pimentões verdes cortados em tiras finas;
  • 1 cebola cortada em tiras finas;
  • 3 tomates com pele cortados em tiras finas;
  • 4 colheres (sopa) de azeite;
  • 100g de uvas passas claras sem sementes;
  • 100g de uvas passas escuras sem sementes;
  • 100g de azeitonas portuguesas;
  • 1 colher (sobremesa) de sal;
  • cheiro verde a gosto, ou a erva que quiser.
  • 2 dentes de alho picadinhos;
  • 1 colher (sopa) de vinagre de maça;

Como fazer

  1. Misture tudo muito bem e coloque em um tabuleiro.
  2. Cubra com papel alumínio e leve ao forno.
  3. Deixe cozinhar por uma hora
  4. Retire o papel alumínio e deixe no forno até secar toda a água.

Sirva gelado com torradas.

Sopa de cebola roxa gratinada – CT

A temperatura cai e me dá vontade de comer uma sopa. Adoro sopas! É claro que sopa de cebola é uma das minha preferidas, senão a número 1.

Esta receita me leva à Paris com um toque de Claude. Em quase todos os restaurantes que  comi em Paris, eu pedi uma sopa de cebola. Comi boas e ruins. A receita é do livro Jantares do Que Marravilha. Dá para matar a saudade.

Corra pra cozinha!

IMG_0414


 

Ingredientes/Utensílios

  • 4 cebolas roxas grandes fatiadas;
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo;
  • 500 ml de água ou caldo de legumes; (se o caldo não for feito em casa, use água)
  • 120 ml de vinho branco seco;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • 1 colher (sopa) de manteiga;
  • 2 dentes de alho picado;
  • 1 bouquet garni;
  • sal e pimenta do reino;
  • torradas de pão baguete amanhecido;
  • 300g de queijo tipo suisse ralado ou gruyère.

Como fazer

  1. Esquente o azeite e derreta a manteiga.
  2. Junte as cebolas e o alho e refogue até dourar.
  3. Junte o vinho branco e deixe ferver.
  4. Coloque a farinha de trigo e misture bem.
  5. Adicione a água e o bouquet garni.
  6. Ferva por 20 a 30 minutos em panela tampada.
  7. Na hora de servir, verifique o tempero e coloque um pouco de sopa em uma cumbuca. Cubra com torradas e uma camada do queijo.
  8. Leve ao forno quente para gratinar.

Serve 4 pessoas.

Purê de Maracujá – CT

Mais uma delícia do Claude Troisgros. Comi este purê no CT Boucherie e fiquei apaixonada. Quando cheguei em casa, abri o livro Receitas Preferidas do Chef Claude Troisgros e fiquei muito feliz ao saber que eu podia fazer em casa. A receita rende muito. Acompanha carnes, aves, peixes e até sobremesas.

IMG_0215

Ingredientes/Utensílios

  • 6 maçãs verdes;
  • 2 colheres (sopa) de manteiga;
  • 1 colher (sopa) de açúcar;
  • 1 pau de canela;
  • 2 cravos;
  • 120ml de maracujá fresco
  • 1 pitada de sal

Como fazer

  1. Descascar 6 maças verdes, retirar as sementes e fatiar.
  2. Derreter em uma panela a manteiga e juntar as maças, o açúcar, a canela e o cravo.
  3. Deixar secar no fogo baixo, tentando não quebrar as frutas, quer dizer, mexendo com uma colher de pau devagarinho.
  4. Em outra panela, reduzir para 3/4 o suco de maracujá fresco com as sementes (120ml).
  5. Peneirar, colocar e colocar de volta no suco metade das sementes.
  6. Colocar o suco reduzido sobre as maçãs e finalizar com uma pitada de sal.

Molho Branco

Está aí o molho branco. Muitas pessoas chamam o molho branco de molho bechamel, mas há uma pequena diferença entres eles. A diferença é mesmo sutil e gera muita discussão entre os cozinheiros. O molho bechamel foi criado por um francês (creme de leite com molho velouté)  e com o passar do tempo sofreu adaptações. Hoje o molho bechamel que conhecemos difere do molho branco só no leite: seu leite é temperado por infusão (folha de louro, fatia de cebola e flor de noz-moscada ou a própria noz-moscada) enquanto no molho branco o leite é puro.

Vou colocar aqui a receita do molho branco. Ele pode ser usado como principal em vários pratos ou ainda como base para outros molhos, sopas, cremes, souflés.

 molho

Ingredientes/Utensílios

  • 1l de leite;
  • 3 colheres (sopa) de farinha de trigo;
  • 2 colheres (sopa) manteiga sem sal;
  • sal e pimenta do reino para finalizar;

Como fazer

  1. Em uma panela, derreta a manteiga e misture a farinha de uma vez, formando um roux.
  2. Coloque o leite de uma vez e mexa bem até que levante fervura. Quando mais frio tiver o leite, menor a chance de empelotar o molho, pois o amido da farinha reage quando expostos a altas temperaturas.
  3. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por aproximadamente 15 minutos ou até atingir o ponto desejado. Mexe algumas vezes durante o processo.
  4. Tempere com sal e pimenta.