Farfale ao molho oriental com castanha de caju – Celeiro

Essa salada é sucesso garantido. Já aconteceu de no meio do jantar eu ter que aumentar a quantidade. Se a massa tiver cozida, é um minuto. O óleo de gergelim torrado é um ingrediente fundamental para a salada, deixa ela com aquele gostinho oriental todo especial. A salada tem um toque agridoce e crocante. A receita original usa coentro, mas eu não coloquei: aqui em casa é proibido. Para cortar as cenouras use um mandoline que corte em juliana, a salada vai ficar lindinha. A receita é o livro de saladas do celeiro. IMG_0751

Ingredientes/Utensílios

Molho

  • 1/2 colher (sopa) de alho amassado;
  • 6 colheres (sopa) de molho de soja;
  • 1 1/2 colher (sopa) de vinagre de arroz;
  • 2 colheres (sopa) de oleo de gergelim tostado;
  • 1/2 colher (sopa) de açúcar branco;
  • 1/2 colher (sopa) de sal marinho;

Salada

  • 500g de farfalle;
  • 1/3 xícara de coentro picado;
  • 1 xícara de cenoura sem casca cortada em juliana fina;
  • 1/2 xícara de castanha de caju tostada e cortada ao meio;

Como fazer

  1. Em uma panela funda coloque 2 1/2 litros de água para ferver. Enquanto isso prepare o molho.
  2. Em uma bacia grande misture os ingredientes do molho com um batedor manual.
  3. Coloque a massa para cozinhar e, assim que estiver a um minuto do ponto “al dente”, escorra e coloque imediatamente no molho para pegar gosto.
  4. Acrescente o coentro, a cenoura e a castanha de caju.

O livro ainda dá umas informações excelentes sobre as receitas: Tempo: rápido pré-preparo: nenhum durabilidade: 2 dias na geladeira Serve 6 pessoas.

Anúncios

Macarrão com presunto da Valerinha

Domingo passado, para matar a saudade da família, fizemos o macarrão da minha sogra lá em casa. O macarrão é assim: impossível parar de comer, fácil de fazer, com sabor de família e com direito a disputa pela crosta do queijo. A receita que fizemos não é a original dela, mas é uma delícia e tem uma história.

Um dia, para agradar o Miguel, eu fiz o macarrão como eu achava que era. Ele adorou, agradeceu, comeu muito e no final me disse: está uma delícia, mas o da minha mãe é diferente e muito melhor. Ele tem toda razão. Nas férias, ela fez o macarrão na minha casa e eu descobri que tem um segredinho que realmente muda tudo. Eu não vou contar. A receita que está ai já é gostosa o bastante, melhor que isso só feita pela minha sogra. 🙂

 

IMG_0235
IMG_023410560EEC-838E-4CFE-9B0D-52F34A11ED53

Ingredientes/Utensílios

  • 1 cebola picada em cubinhos;
  • 1l de leite;
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo;
  • 3 colheres de sopa de manteiga;
  • 500g de penne cozinho al dente;
  • 300g de presunto fatiado cortado em cubinhos;
  • queijo parmesão a gosto;
  • noz moscada a gosto;
  • sal e pimenta;

Como fazer

  1. Em uma panela, refogue a cebola na manteiga até que fique translucida.
  2. Faça o molho de acordo com o molho branco. A única diferença está na cebola, que é refogada com a manteiga e só depois a farinha é acrescentada.
  3. Tempre o molho com noz moscada e acerte o sal e pimenta. Cuidado com o noz moscada, é forte e pode roubar o sabor.
  4. Coloque o presunto cortado no molho e misture.
  5.  Misture o penne já cozinho no molho e coloque em uma travessa em duas camadas: penne, queijo parmesão ralado e novamente penne e queijo parmesão ralado.
  6. Leve ao forno para gratinar.

Chame a família!

Serve 4 pessoas.

Orzo com ameixa e funcho – Celeiro

Buscando receitas que possam ser feitas com antecedência, encontrei esta salada no livro do celeiro. Fiquei curiosa e em dúvida se ela ia fazer sucesso, mas resolvi arriscar. Fui comprar o funcho na Cobal do Humaitá e lá mesmo compartilhei a receita com mais 2 senhoras. Elas saíram de lá, com todos os ingredientes e super animadas.

Aqui em casa ela fez sucesso. O livro  indica que a massa pode ser substituída por tabule ou couscous e continuar mantendo os sabores da África do Norte.

A salada pode ficar 2 dias na geladeira.

 orzo

Ingredientes/Utensílios

  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • 1 colher de sopa de alho amassado;
  • 750g de funcho cortado em cubos médios;
  • 500g de orzo (massa formato arroz);
  • 1 colher de sopa de sal marinho;
  • 1kg de tomares, sem pele e sem sementes, cortados em cubos médios;
  • 1/4 de xícara de caldo de limão;
  • 1 colher de sopa de raspa de limão;
  • 300g (ou 2 xícaras) de ameixa preta lavada, seca e cortada ao comprido em tiras finas.

Como fazer

  1. Em uma panela funda ponha 2,5l de água para ferver.
  2. Em uma frigideira média, aqueça o azeite, refogue o funcho por 3 a 4 minutos até que comece a soltar um pouco do aroma, sem ficar mole ou descolorado. No último minuto adicione à frigideira o alho. Retire do fogo e deixe esfriar.
  3. Junte o funcho, os tomates, as ameixas, o caldo e a raspa de limão.
  4. Tempere com sal e verifique o azeite.
  5. Quando a água estiver fervendo, cozinhe o orzo até ficar al dente. Retire a água, escorra com uma peneira e junto ao molho.
  6. Deixe tomar gosto na geladeira em um vasilhame fechado por pelo menos 1 hora.

 

Penne gratinado com queijo de cabra

Sem muita história, esta foi só para matar a fome.
É bem forte por conta do queijo de cabra, mas uma delicia para os apreciadores.

Ingredientes:

500g de penne cozidos, al dente;
300g de tomatinhos (cereja);
300g de brócolis cozidos (al dente);
500 ml de molho branco;
300g de queijo de cabra ralado (cuidado, se achar forte use menos);
50 g de parmesão ralado;
folhinhas de manjericão fresco a gosto;
orégano fresco a gosto;
noz moscada a gosto;
sal;
açúcar;
2 dentes de alho;
Se quiser, azeitonas pretas para finalizar; (não usei)

Como fazer:
Fique a vontade para usar molho branco pronto. Tempere com orégano fresco, sal e noz moscada. Reserve.
Amasse os dois dentes de alho (com a casca), uma pitada de açúcar e manjericão. O alho ainda permanecerá inteiro, porém irá liberar o aroma. Em um fio de azeite, refogue o alho com os tomatinhos. Retire os tomatinhos e tempere com sal e pimenta. Reserve.

Monte em uma assadeira a massa da seguinte forma:
Uma camada do molho branco; metade do penne, metade do brócolis, metade dos tomatinhos, metade do queijo de cabra e parmesão. Repita o processo finalizando com os queijos.
Leve ao forno para gratinar.
Sirva imediatamente.

Carne Assada com Penne – Gula Gula

Este almoço foi o Rey quem preparou. Tudo estava ótimo. Conseguimos beber três garrafas de vinho, incrível!

Ingredientes:

Carne Recheada:
1 kg de lagarto;
1 cenoura média;
300g de bacon fresco;
1 cenoura média ralada;
1 cebola média em cubos;
1 talo de aipo em cubos;
1 cabeça de alho-poró em cubos;
2 folhas de louro;
4g de sal;

Molho Ferrugem
20g de farinha de trigo;
200ml de shoyu;
250ml de vinho tinto;
250ml de água;

Penne
500ml de creme de leite fresco;
25g de manteiga sem sal;
20g de catupiry;
20g de parmesão;
20g de gorgonzola;
200g de penne cozido al dente;

Carne Recheada:
1 Limpe o lagarto deixando a gordura. Com a ajuda de uma faca fina, abra um buraco bem no centro da carne para rechear.
2 Descasque a cenoura, corte ao meio no sentido do comprimento e acerte a largura para que fique toda por igual.
3 Corte o bacon em tiras compridas na mesma proporção que a cenoura.
4 Recheio o lagarto com metade da cenoura e uma tira do bacon. (se o bacon estiver congelado o processo fica mais fácil).
5 Em uma vasilha plástica, junte o lagarto e todos os temperos. Leve para marinar na geladeira por 12 horas.
6 Coloque o lagarto (inteiro) com a marinada em uma caçarola média. Deixe cozinhar até que todo o líquido seque e que o lagarto esteja dourado (aproximadamente 30 minutos). Cubra a carne com água, leve de volta ao fogo e deixe até ficar macia (aproximadamente 30 minutos). Retire da panela e reserve.

Molho Ferrugem
1 Faça o molho ferrugem na mesma caçarola. Misture a farinha com o shoyu, o vinho e a água e junte ao que ficou na caçarola. Cozinhe por 5 minutos, coe e reserve. Para servir, retire o excesso da gordura do lagarto, fatie e aqueça diretamente no molho.

Penne
1 Leve o creme de leite e a manteiga ao fogo brando em uma panela. Deixe ferver. Junte os queijos misturando até fundir. Acerte o sal e a pimenta e deixe reduzir por 5 minutos.
2 Misture o penne com o Molho e siva em seguida.

Receita de nhoque ao gorgonzola – Que Marravilha!

Acho que é a primeira vez que eu discordo do Claude Troigois. Sempre faço as recitas, desde as mais simples até as mais malucas. Confesso que eu sempre acho que não vai dar certo, e no final: Que Marravilha!! Ele sempre me surpreende. No final de tudo, eu paro e penso: Tenho muito o que aprender.
Fiz esse nhoque no terças lá em casa.  Todo o processo foi trabalhoso, a cada fase do nhoque uma prova e que delícia! O nhoque cru, o nhoque cozindo, o nhoque frito e vamos ao molho. Confesso que só de ler a receita achei um exagero a quantidade de gorgonzola. Coloquei menos: 150g. Para mim ainda é muito, mas muito forte. Recomendo não seguir a receita ao pé da letra. Acho que eu reduziria para 100g e ia provando.

Segue o link: http://gnt.globo.com/receitas/Receita-de-nhoque-ao-gorgonzola.shtml
Vou transcrever a receita conforme a original.





Serve 4 pessoas

NHOQUE

600g batata
120g farinha de trigo
3 gemas
80g queijo parmesão ralado
60g queijo mussarela ralado
180g ervilhas frescas cozidas
sal a gosto
pimenta do reino moída na hora a gosto
noz moscada a gosto

Enrole em papel alumínio as batatas lavadas e asse no forno pré-aqeucido a 180°, até que elas fiquem macias (aproximadamente 40 minutos).  Depois, descasque as batatas ainda quentes, faça um purê e misture com todos os outros ingredientes, menos as ervilhas. Enrole e corte o nhoque do tamanho que quiser. Jogue o nhoque em água fervendo. Quando subir (aproximadamente 5 minutos), retire e coloque em água com gelo. Seque imediatamente com um pano e frite o nhoque no azeite. Depois, acrescente as ervilhas.

MOLHO       

300ml creme de leite    
200g queijo gorgonzola   
sal a gosto
pimenta do reino moída na hora a gosto  

Ferva o creme de leite e o queijo gorgonzola até que derreta e adquira uma consistência cremosa. Tempere com sal e pimenta.

FINALIZAÇÃO

Coloque o nhoque em uma travessa, cubra com o molho e complete com queijo parmesão ralado.

SUGESTÃO DE VINHO

Barbera d’Alba Gallina 2006
Uva: Barbera
Safra: 2006
Produtor: La Spinetta
Região: Piemonte
País: Itália

Penne alla Carbonara – Roberta Sudbrack

Almoço para amigas, sempre muito bom.
Esta receita aprendi no T&D da Roberta Sudbrack. A experiência é incrível. Recomendo.

Vamos as dicas da Chef:
1) Passar a gema em uma peneira. (Não use metal para não oxidar).
2) Comprar um bacon bem carnudo.

Ingredientes:
200g de bacon com bastante carne
azeite de oliva extra virgem
6 gemas de ovos caipiras
100 ml de creme de leite fresco
150g de parmigiano ou grana padano ralado
200g de penne de grana duro

Como fazer:
Cozinhe a massa al dente (não coloque óleo, só mexa as vezes).
Corte o bacon em cubinhos. Em uma frigideira com pouquíssimo azeite doure o bacon em fogo bem baixo para que libere aos poucos a sua gordura. Quando o bacon estiver bem dourado, mas não torrado, devem manter a umidade, retire um pouco da gordura. Mas mantenha um pouco para temperar a massa. Bata as gemas com o creme de leite fresco e metade do parmigiano. Misture a massa ainda quente ao bacon e parte da gordura. Junte rapidamente a massa a mistura dos ovos e mexa vigorosamente (a mistura com ovos não pode ir ao fogo). Sirva imediatamente com o restante do queijo polvilhado por cima.

Spaghetti com limão siciliano – Roberta Sudbrack

Recomendo a receita. Vou postar o texto da Roberta Sudbrack.
Sem mais.











Ingredientes:
400g de spaghetti
500g de creme de leite fresco
2 tomates firmes italiano
1 limão siciliano
salsinha fresca
queijo parmeggiano a gosto
sal e pimenta do reino

Como fazer:

“Com a ajuda de um ralador ou zester, tire casquinhas do limão (tanto faz ser o galego ou siciliano);  Coloque 500ml de creme de leite fresco em uma panelinha, abra o mesmo limão e esprema todo o líquido no creme de leite.
Coloque a panela em fogo baixo para ferver e encorpar por uns 3 minutos.
 Retire a panela do fogo e tempere com sal e pimenta do reino moída na hora (sempre moída na hora!).
 Lave a salsinha e seque muito bem, se possível com a ajuda de um secador de folhas ou papel toalha. É sempre importante secar as ervas antes de cortá-las.
 Corte a salsinha em pedacinhos bem pequenos, “batidos”, como a gente chama na cozinha.
 Retire a pele do tomate com a ajuda de um descascador de legumes, ou de uma faca bem afiada.
Retire também as sementes e o miolo. Corte os tomates em pequenos cubinhos.  Rale o parmeggiano.
Faz toda a diferença ralar um queijo sensacional como esse o mais próximo da hora de servir o prato.
Podem acreditar, são detalhes que fazem toda a diferença;  Cozinhe a massa em água fervente com uma pitada de sal, mas sem óleo ou azeite!
Colocar óleo ou azeite na água do cozimento da massa não ajuda em nada e na verdade só dificulta a aderência do molho; 
Escorra a massa, misture com o creme de limão.
Acrescente os tomates em cubinhos, as rapinhas de limão e a salsinha por cima.
E finalmente um pouco de parmiggiano reggiano recém ralado!
Respire bem fundo, feche os olhos e sorria.”  

Nhoque

Esse nhoque foi feito para o jantar de massas pré corrida. As revistas dizem que se deve comer massa com molho não gorduroso na noite que antecede uma competição para obter energia. Particularmente, ainda não estou neste nível e não vejo diferença, mas adoramos a desculpa!!!

O jantar das JUs foi um sucesso e muito divertido.
Ingredientes:
500g de batata asterix*
1 gema peneirada
25g de manteiga
150g de parmesão ralado
250g de farinha de trigo
sal a gosto
noz moscada a gosto

Como fazer:
Cozinhe a batata sem casca até ficar bem macia, a ponto de poder amassar com o garfo.
Após cozida, amasse a batata com garfo e junte todos os ingredientes menos a farinha.
Após juntar os ingredientes, vá adicionando a farinha (aos poucos) e trabalhando a massa com as mãos até que fique lisa e uniforme. Pode ser que não seja necessário adicionar toda a farinha, isso dependerá da batata. Se ela tiver mais seca será usado menos farinha. Quando o nhoque tiver no ponto, acredite e pare de colocar farinha. Nunca coloque farinha a mais.
Em uma superficie lisa, polvilhe com farinha, faça rolinhos com a massa de batata e corte com a faca.
Agora é só cozinhar, quando o nhoque subir na água, retire!

*Batata com casca de cor de terra, a batata é mais seca e muita diferença na massa porque precisa de menos farinha

Penne rigati ao funghi

Planejei para o terças lá em casa desta semana fazer um bolo de chocolate do Le Cordon Bleu. Vi que a receita levava só 150 ml de creme de leite fresco e resolvi fazer molho funghi para aproveitar o restante. Receita fácil, gostosa e que sempre agrada. 

Ingredientes:
Para a massa:
250g de penne rigati
sal a gosto
um fio de óleo
água para cozinhar a massa

1\2 cebola ralada (no ralo fino)
50g de funghi (fácil de comprar nas casas pedro)
1 dente de alho
250ml de agua
150 ml de creme de leite fresco
2 colher de azeite

sal a gosto
noz moscada ralada na hora a gosto

Como fazer:
Pique o funghi grosseiramente com as mãos e deixe de molho na água (250ml) por 20 minutos para amolecer. O funghi deve ficar submerso.
Cozinhe a massa e reserve. Deixe que o penne fique al dente.
Leve o funghi com a água ao fogo e deixe ferver até que o fungui fique bem macio. Coloque sal, retire o funghi da água e mantenha a água em fogo baixo.
Em uma caçarola, refogue em 1 colher de azeite o alho e a cebola, quando tiverem dourados junte o funghi e refogue por 2 minutos. Em seguida, junte a metade da água, o sal, o noz moscada e deixe ferver mais um pouco. Adicione o creme de leite e misture bem. Vá acrescentando o restante da água e experimentando. O molho não pode ficar com o gosto do creme de leite. Coloque tudo se necessário. Conserte o sal e coloque uma colher de azeite. Se o molho tiver ralo, coloque uma colher de chá de farinha de trigo e deixe ferver para engrossar.  
Junte a massa ao molho e deixe por mais 5 minutos em fogo baixo, sempre mexendo, assim o molho vai aderir ao penne.

Sirva com queijo ralado.

Prometo colocar a receita do bolo em um outro post.