Enroladinho de mussarela de báfala, parma, tomate seco e rúcula – Tia Rosangela

A culinária da Tia Rosangela é especial. Todas as comidas dela são maravilhosas, desde a farofa mais simples até o arroz negro. Nos nosso encontros do colégio muitas vezes pedimos para ela fazer alguma delicinha. Ela sempre faz e nos adoramos!
Esta foi uma dica dela para o chá de panela da Renata. Ela deu a dica e a filha, Sabrina, executou.
Estamos na torcida para que a Sabrina herde os conhecimentos da mãe. 🙂

IMG_0783

 

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 1 folha de mussarela de búfala;
  • 7 folhas de presunto de parma;
  • Tomate seco à gosto
  • Rúcula à gosto;

COMO FAZER

  1. Abra a folha de mussarela de búfala. Ela precisa estar gelada para não se desfazer ao enrolar.
  2. Forre com o presunto de parma
  3. Coloque o tomate seco por cima e depois as folhas de rúcula.
  4. Tempere com azeite (não muito) e sal.
  5. Enrole a folha. Você vai enrolar a partir do maior comprimento da folha, ou seja, coma folha deitada. Isso fará com o que o rolo fique mais fino e mais comprido.
  6. Envolva a folha em um papel laminado e leve na geladeira por uma hora ou mais.
  7. Na hora de servir, retire o laminado e corte em rodelas. Cuidado para não apertar muito a folha.
  8. Regue com azeite e sirva imediatamente.

Berinjela com Tahine – CT

Esse semana tivemos o nosso tão esperado evento: Terças lá em casa. A escolhida da noite foi a Berinjela e o Chef querido, Claude Troisgros. Esta receita é do livro Que Marravilha – Jantares.

Fica a super dica. Leve, fácil, mas não tão rápida. Ficamos com a impressão que em um churrasco seria perfeita. Prometemos tentar.

Vou postar a receita original.

foto

 

Ingredientes/Utensílios

  • 8 berinjelas pequenas;
  • azeite;
  • 2,5 colheres (sopa) de tahine;
  • suco de 1/2 limão;
  • 1 dente de alho picado;
  • 2 colheres (sopa) de água filtrada;
  • pimenta síria;
  • sal a gosto;
  • paprica doce;
  • folhas de salsa;

 

Como fazer

  1. Lave, seque e depois molhe as berinjelas no azeite.
  2. Coloque as berinjelas inteiras numa grelha sobre a chama do fogão.
  3. Vire de vez em quando até tostar e murchar. (isso demora um pouco)
  4. Enrole em um papel alumínio e descasque as berinjelas, elimine os resíduos da casca escurecida e coloque no prato.
  5. Amasse as berinjelas com um garfo. Reserve
  6. Misture o tahine com o suco de limão.
  7. Acrescente o sal, o alho, a pimenta síria, a água filtrada e misture novamente.
  8. Regue as berinjelas com o tahine e depois com azeite.
  9. Decore com um pouco de páprica doce e as folhas de salsa.

Dica do Claude: Para Obter o sabor defumado típico da receita é importante tostar bem as berinjelas.

Serve 8 pessoas.

Sunomono – 酢の物 – só pepino

Essa foi a salada do jantar de ontem na minha casa. Uma vez fiz esta salada e meu marido me disse: tão pouco, poderia comer uma quantidade absurda. Ontem, eu fiz 3 pepinos e acho que ainda não atingi a quantidade absurda. 🙂

Sunomono quer dizer alimentos avinagrados em japonês. Para nós, sunomono é um vinagrete de pepino com kani. Eu não gosto de kani então, a minha receita é só com pepino. Fique à vontade para adicionar cenoura ou kani. Também ficará uma delícia!

O segredo da receita é cortar o pepino bem fino e desidratá-lo. Você vai precisar de uma mandolina ou outro cortador para auxiliar.

photo

Ingredientes/Utensílios

  • Mandolina;
  • 3 pepinos com casca;
  • 6 colheres de sal;
  • 4 colheres de açúcar branco;
  • 7 colheres de vinagre de arroz (tem que ser o de arroz);
  • gergelim torrado;

Como fazer

  1. Fatie o pepino usando uma mandolina ou outro utensílio de forma que ele fique bem fino;
  2. Misture as fatias do pepino com as 6 colheres de sal (é muito mesmo, mas depois vamos lavar o pepino);
  3. Deixe descansar por 30 minutos. O sal vai desidratar o pepino, fazendo com que ele solte muita água.
  4. Escorra a água que o pepino soltou e lave bem o pepino.
  5. Deixe o pepino de molho na água até o sal ser todo removido. Vá trocando a água de tempos em tempos. Esta etapa é rápida.
  6. Tempere o pepino com o açúcar, vinagre e uma pitada de sal.
  7. Deixe marinar na geladeira por pelo menos 30 minutos.
  8. Na hora de servir, coloque o gergelim torrado.

Serve 4 pessoas normais ou 1,5 aqui em casa 🙂

Salada Caesar

Muitas vezes ficamos tão focados no prato principal de uma refeição que esquecemos de pensar na salada. Nesse almoço, estávamos preparando um rosbife com risoto de parmesão e decidimos incrementar a alface Americana para transformá-la em uma salada Caesar, a preferida de um dos convidados. Procuramos uma receita fácil na internet e ficou delicioso! No site, dizia que era a receita do molho do Outback. Nós não usamos anchova porque todos preferiam sem. Segue abaixo nossa interpretação.

Na hora de servir, colocamos em pequenas taças de sobremesa que já estavam sobre os pratos quando os convidados se sentaram.

Ficou um charme!

ceaser

Ingredientes/Utensílios

Para a Salada:

  • 1 alface Americana;
  • 1 xícara de croutons; 
  • 4 colheres (sopa) de molho Caesar;
  • 50 g de queijo parmesão em lâminas ou ralado grosso;

Para o Molho:

  • 1 xícara (chá) de maionese; 
  • 1 ovo; 
  • 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
  • 2 colheres (sopa) de água
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 1/2 colher (sopa) de suco de limão 
  • 2 dentes de alho amassados 
  • 2 Colheres (chá) de açúcar 
  • 1/2 colher (chá) de pimenta do reino 
  • 1/4 colher (chá) de sal

Para o Crouton:

  • 6 fatias de pão de forma;
  • azeite;
  • sal;

Como fazer

Salada:

  1. Rasgue as folhas da alface com as mãos em pedaços grandes.
  2. Misture o molho e polvilhe com o queijo parmesão e os croutons.

Molho:

  1. Bater tudo na batedeira.
  2. Provar após bater e se necessário acrescentar mais alho e queijo para não ficar com gosto de maionese. No nosso caso, foi necessário.

Crouton:

  1. Corte as fatias de pão de forma em cubos pequenos.
  2. Arrume em uma assadeira, regue com azeite e leve ao forno para torrar.
  3. Preste atenção, pois podem queimar muito facilmente.

Dica: prepare na hora de servir para não deixar os croutons e a alface murcharem.

Palmito com ervas finas – CT

A Renata e a sua fascinação por palmito nos levou a resta receita. Divina, Maravilhosa! Depois dessa, o terças lá em casa nunca será o mesmo. O palmito é magro. O resto veremos na balança. 🙂

O receita é a original do Claude Troisgros. Claro que não fizemos esta quantidade toda.

IMG_2683

Ingredientes/Utensílios

  • Panela de ferro;
  • 16 palmitos pupunha (fresco);
  • sal e pimenta do reino a gosto;
  • 2 colheres de sopa cheias de manteiga ou manteiga de garrafa;
  • ervas frescas (salsa, cebolinha, hortelã, manjericão, tomilho, alecrim, sálvia, estragão e coentro);
  • curry de madras ou pimenta dedo-de-moça (opcional);
  • queijo parmesão ou queijo coalho (opcional)

Como fazer

  1. Colocar 16 palmitos pupunha em uma panela de ferro fundido. É importante usar panela de ferro, para o palmito caramelar. Temperar com sal e pimenta do reino.  Acrescentar 2 belas colheres de manteiga.
  2. Acrescentar ervas ligeiramente picadas sem as machucar demais.
  3. Pode-se colocar, se quiser, uma pitada de curry de madras picante ou uma pimenta dedo-de-moça picada.
  4. Embrulhar totalmente os palmitos em papel alumínio e levar ao fogo até a manteiga cantar.
  5. Levar ao forno (180°C), durante 30 minutos.
  6. Retirar do forno, deixar descansar por 10 minutos, cobertos, e só então desembrulhar os palmitos e servir.
  7. Ralar o queijo parmesão em cima ou derreter o queijo coalho.

Serve 4 pessoas ou 16 🙂

Pequena bruschetta de tomate e manjericão – Roberta Sudbrack

Esse bruschetta é bem diferente da outra que tem aqui no blog, a proposta é outra.
Palmas para as duas.
A receita serve 8 pessoas.













Ingredientes
3 tomates sem pele e sem sementes
6 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem
1 dente de alho sem casca 
1 colher de sopa de folhinhas de manjericão fresco 
8 fatias de pão de fôrma
50g de parmigiano reggiano em lascas
sal
pimenta-do-reino moída na hora

Coloque em um recipiente, acrescente 4 colheres de sopa de azeite de oliva, o alho inteiro, as folhinhas de manjericão e tempere com sal e pimenta do reino moída na hora.
Tampe e deixe repousar para tomar gosto. Quanto mais tempo melhor.
Corte o pão em pequenos círculos com ajuda de um molde. 
Coloque em um tabuleiro e regue com um fio de azeite de oliva.
Leve ao forno pré-aquecido a 180

Modo de preparo
Corte os tomates em cubos bem pequenos.
Disponha as torradinhas nos pratos e cubra cada uma com um pouco do tomate. Acrescente as lascas de parmigiano reggiano, regue com o azeite restante e sirva.

Chevice de Quinoa com Camarão e Aspargos – Roberta Sudbrack

Para quem gosta de quinoa, recomendo.
Veja aqui a postagem original.

Ingredientes:
Duzentos gramas de quinoa
Duzentos gramas de camarões médios frescos
Dez aspargos frescos
Quatro tomates sem pele e sem semente
Azeite de oliva extra virgem
Flor de sal a gosto
Pimenta do reino moída na hora a gosto


PASSO A PASSO DO CEVICHE:
– Limpar, descascar e cozinhar o camarão rapidamente em água fervente
– Retirar os camarões da panela e colocar em uma travessa cheia de água e gelo
– Limpar os aspargos e cozinhar da mesma maneira
– Cortar os aspargos e os tomates em pequenos cubos
– Colocar a quinoa numa panela, cobrir com água fria e cozinhar até que fique al dente.
– Retirar a quinoa da panela e escorrer
– Temperar com azeite de oliva, flor de sal e pimenta do reino moída na hora.
– Misturar delicadamente os aspargos, o tomate, o camarão e servir

Compota de tomates com queijo cottage e manjericão – Carolina Ferraz

Mais uma da Carolina. Achei essa receita divina e será a entrada a entrada do próximo jantar oferecido aqui em casa.
Não precisei deixar tanto tempo como ela indicou na receita, logo logo meu tomate virou uma pastinha. Delicia!!!

Ingredientes:
1kg e 1/2 de tomates bem vermelhinhos, sem pele e sementes, picados
1 pote de queijo cottage
algumas folhinhas de manjericão
páprica picante a gosto
2 colheres de chá de açúcar
azeite de oliva a gosto
sal e pimenta do reino moida na hora a gosto

Como fazer:
Numa panela funda, com um pouquinho de azeite, coloque os tomates junto com os temperos e cuidadosamente vai mexendo até sair toda a água dos tomates. Isso pode levar muito tempo, talvez umas 4 a 5 horas. É importante ter paciência neste prato, o fogo deve estar em temperatura média e sem tampa para a água evaporar. Quando esta pasta estiver bem consistente e vermelha, como uma compota, estará pronta.
Sirva em pequenos bols, colocando os tomates, depois, com as mãos despedace um pouco do queijo cottage por cima. Coloque umas folhas de manjericão e mais uma gotinha de azeite.
Estará pronto para servir.

Compota de pimentões – Carolina Ferraz

No terças lá em casa desta semana, fizemos 3 deliciosas receitas.
Esse pimentão vale a pena ter sempre na geladeira.
A Carolina Ferraz sugere que acompanhe pães, carnes e massa e garante que dura 2 meses na geladeira!
Eu reduzi a quantidade porque achei muito pimentão, mas logo logo me arrependi. Também não utilizei pimentões verdes, mas eles deixariam a compota mais bonita.

Ingredientes:
6 pimentões amarelos
6 pimentões vermelhos
6 pimentões verdes
10 dentes de alho inteiros e descascados
500 ml de azeite de oliva extra virgem
sal marinho
grãos de pimenta do reino a gosto

Como fazer:
Retire as sementes dos pimentões e corte-os em tiras irregulares.
Numa travessa refratária coloque todos os pimentões, os dentes de alho e o azeite.Tempere com pimenta, sal marinho e se quiser polvilhe com grãos de pimenta.
Cubra com papel alumínio e leve em forno pré aquecido a 125°C por 30 minutos.
Mexa eventualmente para que os pimentões e o alho não queimem no fundo da travessa.
Dispense o papel alumínio, aguarde até que os pimentões fiquem corados e bonitos.
Retire do forno, espere esfriar e guarde em um recipiente hermético.