Cuscuz de couve-flor com cogumelo – Bela Gil

Minha sogra viu na TV, deu a dica e um dia fizemos em um jantar para testar.

Adoramos a receita, o sabor oriental e não é que parece um cuzcuz? Vai virar rotina aqui em casa. Eu não tinha semente de girassol e adaptei para lascas de amêndoas.

Link da receita no GNT. Clique aqui

photo278046798695737287

photo278046798695737288

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 1 cabeça de couve-flor crua
  • 1 xícara de salsinha picada
  • 1 xícara de azeitona picada
  • 1 colher de sopa de tomilho fresco
  • 1 xícara de cenoura ralada
  • ½ xícara de semente de girassol tostada
  • ½ cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 2 xícaras de cogumelo paris fatiado
  • Azeite extra virgem
  • Molho shoyo
  • Óleo de gergelim tostado
  • Sal marinho
  • Pimenta do reino
  • Brotos ou mini folhas verdes para enfeitar

COMO FAZER

  1. Coloque uma panela com água e sal para ferver.
  2. Corte a couve-flor em flores, coloque na água e deixe ferver por 3 minutos. Deixe esfriar e bata no processador até se tornar um cuscuz.
  3. Despeje a couve-flor numa tigela e misture a salsinha, azeitona, tomilho, cenoura e semente de girassol.
  4. Refogue o cogumelo com alho e cebola e finalize com um pouco de shoyo.
  5. Misture a couve-flor na panela com os cogumelos. Tempere com azeite e óleo de gergelim tostado. Decore com brotos ou mini folhas verdes. Sirva quente ou gelado.

Pode ser conservado na geladeira por dois a três dias.

Spagetthi de abobrinha com molho de tomate rústico

Para quem gosta de massa com molho de tomate e de abobrinha esta receita fará sucesso. Serve como uma boa alternativa para diminuir os carboidratos e como a abobrinha fica al dente a sensação é de estar comendo uma macarronada. Eu adoro, é super simples de fazer e aqui em casa é muito bem recebida.
Você vai precisar de um cortador para facilitar o processo e acreditar no tempo de cozimento que eu vou dar para a abobrinha. Se você cozinhar demais, ela soltará muito água e o molho ficará ralo. Por este mesmo motivo, outra dica é fazer um molho rústico.
O molho pode ser pronto, com tomate natural ou pelati. Vou dar a receita com o molho de tomate pelati, mas use o da sua preferência.

collage

 

Ingredientes/Utensílios

  • 1 lata de tomate pelati;
  • 2 colheres (sopa) azeite;
  • 1 cebola pequena em cubinhos;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • De 1 a 2 xícaras de água;
  • 1 pitada de açúcar mascavo;
  • sal e pimenta do reino;
  • 3 abobrinhas médias;

Como fazer

  1. Comece pelo molho de tomate: Refoque a cebola no azeite.
  2. Quando tiver transparente, junte o alho para refogar.
  3. Junte o tomate e o líquido da lata.
  4. Amasse o tomate com uma espátula.
  5. Tempera com sal e pimenta do reino.
  6. Quando o tomate começar a ferver, junte a xícara de água e abaixe o fogo.
  7. Deixe cozinhar por mais ou menos 1 hora (panela tampada) e mexa às vezes para não queimar. Sempre que o molho secar, adicione mais água. Só tome cuidado porque o molho deve ficar com pedaços e mais grosso. Lembre-se de que quando a abobrinha for inserida, ela soltará uma água natural, deixando ele mais ralo.
  8. Acerte o sal, pimenta e adicione uma pitada de açúcar mascavo; Reserve
  9. Com o cortador, fatie a abobrinha. A parte com caroço não deve ser utilizada, a abobrinha precisa ficar al dente.
  10. Esquente o molho se precisar e coloque a abobrinha fatiada  para cozinhar no molho. Deixe apenas 3 minutos. Ela deve ficar al dente. Para maiores quantidades você pode precisar de mais tempo. Vá experimentando.
  11. Sirva imediatamente.
Você pode usar um queijo parmesão ralado, ou queijo minas padrão para manter o prato light.

 

Serve 2 pessoas.

Linguiça calabresa caramelizada com Cereser – André e Raissa

Passei um domingo especial me despedindo de pessoas queridas da família que estão se mudando.
Esta domingo rendeu vários posts para o blog só com coisas especiais.
Vou começar com a linguiça calabresa caramelizada que concorreu com um churrasco e saiu como a queridinha. A linguiça foi feita pelo André e a Raissa contou que ela é sucesso absoluto em todos os eventos!
Eu adorei.

photo278046798695737281

Ingredientes/Utensílios

  • Sidra Cereser;
  • pacote de linguiça calabresa (fina);

Como fazer

  1. Em uma panela coloque a linguiça picada em pedacinhos (como na foto);
  2. Leve ao fogo e deixe a linguiça soltar um pouquinho da gordura.
  3. Coloque a Sidra e mantenha no fogo até caramelizar. Observe que a linguiça ficará com a cor mais brilhante e que a sidra irá secar. Este processo deve levar uns 20 minutos. Mexa, principalmente no final, para não queimar a linguiça.
Agora é só servir!

Batata rostie – da Mamãe

Essa batata me lembra momentos em família. Sempre que fazíamos fondue, ele vinha acompanhado de muitas batatas dessas. Minha mãe praticamente ficava na cozinha escravizada pela nossa vontade. Tinha até briga e nunca ficávamos satisfeitos. Coitada!

Você pode rechear com o que quiser. Eu gosto assim.

Fiz hoje em homenagem aos amigos suíços que estão em campo contra Honduras. Vai Suíça!!!

batata rostie

 

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 4 batatas grandes (asterix)
  • 2 colheres (sopa) de manteiga; (pode ser que você precise de mais um pouco)
  • 1 pano de prato
  • frigideira antiaderente (essencial)
  • sal e pimenta a gosto

COMO FAZER

  1. Rale a batata no ralo mais grosso que você tiver.
  2. Coloque a batata em um recipiente e lave bem,.
  3. Seque com um pano de prato. Faça uma trouxinha e esprema para sair toda a água.
  4. Tempere com sal e pimenta do reino.
  5. Coloque uma colher da manteiga na frigideira e depois que derreter disponha a batata por toda a frigideira. A batata tem que preencher todo o espaço. Tampe. Deixe em fogo baixo.
  6. Quando você perceber que a lateral está ficando dourada, retire a batata do fogo virando -a em um prato.
  7. Repita o processo para o outro lado da batata.

Coma com muita vontade!

Serve 4 pessoas normais ou 2 crianças na minha família.

Purê de Maracujá – CT

Mais uma delícia do Claude Troisgros. Comi este purê no CT Boucherie e fiquei apaixonada. Quando cheguei em casa, abri o livro Receitas Preferidas do Chef Claude Troisgros e fiquei muito feliz ao saber que eu podia fazer em casa. A receita rende muito. Acompanha carnes, aves, peixes e até sobremesas.

IMG_0215

Ingredientes/Utensílios

  • 6 maçãs verdes;
  • 2 colheres (sopa) de manteiga;
  • 1 colher (sopa) de açúcar;
  • 1 pau de canela;
  • 2 cravos;
  • 120ml de maracujá fresco
  • 1 pitada de sal

Como fazer

  1. Descascar 6 maças verdes, retirar as sementes e fatiar.
  2. Derreter em uma panela a manteiga e juntar as maças, o açúcar, a canela e o cravo.
  3. Deixar secar no fogo baixo, tentando não quebrar as frutas, quer dizer, mexendo com uma colher de pau devagarinho.
  4. Em outra panela, reduzir para 3/4 o suco de maracujá fresco com as sementes (120ml).
  5. Peneirar, colocar e colocar de volta no suco metade das sementes.
  6. Colocar o suco reduzido sobre as maçãs e finalizar com uma pitada de sal.

Berinjela com Tahine – CT

Esse semana tivemos o nosso tão esperado evento: Terças lá em casa. A escolhida da noite foi a Berinjela e o Chef querido, Claude Troisgros. Esta receita é do livro Que Marravilha – Jantares.

Fica a super dica. Leve, fácil, mas não tão rápida. Ficamos com a impressão que em um churrasco seria perfeita. Prometemos tentar.

Vou postar a receita original.

foto

 

Ingredientes/Utensílios

  • 8 berinjelas pequenas;
  • azeite;
  • 2,5 colheres (sopa) de tahine;
  • suco de 1/2 limão;
  • 1 dente de alho picado;
  • 2 colheres (sopa) de água filtrada;
  • pimenta síria;
  • sal a gosto;
  • paprica doce;
  • folhas de salsa;

 

Como fazer

  1. Lave, seque e depois molhe as berinjelas no azeite.
  2. Coloque as berinjelas inteiras numa grelha sobre a chama do fogão.
  3. Vire de vez em quando até tostar e murchar. (isso demora um pouco)
  4. Enrole em um papel alumínio e descasque as berinjelas, elimine os resíduos da casca escurecida e coloque no prato.
  5. Amasse as berinjelas com um garfo. Reserve
  6. Misture o tahine com o suco de limão.
  7. Acrescente o sal, o alho, a pimenta síria, a água filtrada e misture novamente.
  8. Regue as berinjelas com o tahine e depois com azeite.
  9. Decore com um pouco de páprica doce e as folhas de salsa.

Dica do Claude: Para Obter o sabor defumado típico da receita é importante tostar bem as berinjelas.

Serve 8 pessoas.

Couscous de mix de cogumelos – Sabor Sonoro

Já tem um tempo que fiz esta receita. Amo tomate, couscous e cogumelhos, então não preciso falar muito.

IMG_0208

Ingredientes/Utensílios

  • 400g de cogumelos variados;
  • 1 xícara (chá) de couscous
  • 1 cebola pequena
  • manteiga e azeite
  • 6 tomates medios

Como fazer

  1. Corte as tampas dos tomates e tire a parte de dentro. Reserve.
  2. Refogue a cebola na manteiga e azeite até dourar, despeje os cogumelos já lavados e picados, e um pouco de sal.
  3. Adicione o couscous, meia xícara de água, misture bem e desligue a panela.
  4. Recheie os tomates com o couscous e leve-os ao forno médio por 20 minutos.

Serve 6 pessoas.

http://saborsonoro.com.br/2013/11/paris/

Batata Hasselback

A batata é super fácil de fazer. A apresentação é ótima, muda a cara do seu prato.

Confesso que achei que precisava de um erva ou de algum tipo de recheio. Você pode colocar entre as lâminas o que quiser. Na minha próxima vez vou usar uma manteiga de alho.

batata-hasselback

Ingredientes/Utensílios

  • Colher de pau para fatiar a batata ou um espeto de churrasco;
  • 6 batatas médias;
  • 4 colheres de sopa de azeite;
  • 1 colher de sopa de manteiga;
  • sal;
  • pimenta;

Como fazer

  1. Aqueça o forno a 200°C.
  2. Lave bem as batatas. Elas serão consumidas com casca.
  3. Chegou a hora de cortar a batata: o importante aqui é não cortar até o final. Para isso você pode apoiar a batata na parte curva da colher de pau e corta-la ou ainda atravessar um espeto de churrasco 1 dedo acima da base da batata. Confesso que prefiro a tecnica da colher de pau. Fatia as batatas com fatias de mais ou menos 3mm.
  4.  Derreta a manteiga e misture com o azeite. Passe a mistura em toda a batata: na base e entre as fatias.
  5. Tempere as batatas com sal e pimenta.
  6. Leve para assar por aproximadamente 1 hora ou até estarem macias.

Serve 6 pessoas.

Salada Caesar

Muitas vezes ficamos tão focados no prato principal de uma refeição que esquecemos de pensar na salada. Nesse almoço, estávamos preparando um rosbife com risoto de parmesão e decidimos incrementar a alface Americana para transformá-la em uma salada Caesar, a preferida de um dos convidados. Procuramos uma receita fácil na internet e ficou delicioso! No site, dizia que era a receita do molho do Outback. Nós não usamos anchova porque todos preferiam sem. Segue abaixo nossa interpretação.

Na hora de servir, colocamos em pequenas taças de sobremesa que já estavam sobre os pratos quando os convidados se sentaram.

Ficou um charme!

ceaser

Ingredientes/Utensílios

Para a Salada:

  • 1 alface Americana;
  • 1 xícara de croutons; 
  • 4 colheres (sopa) de molho Caesar;
  • 50 g de queijo parmesão em lâminas ou ralado grosso;

Para o Molho:

  • 1 xícara (chá) de maionese; 
  • 1 ovo; 
  • 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
  • 2 colheres (sopa) de água
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 1/2 colher (sopa) de suco de limão 
  • 2 dentes de alho amassados 
  • 2 Colheres (chá) de açúcar 
  • 1/2 colher (chá) de pimenta do reino 
  • 1/4 colher (chá) de sal

Para o Crouton:

  • 6 fatias de pão de forma;
  • azeite;
  • sal;

Como fazer

Salada:

  1. Rasgue as folhas da alface com as mãos em pedaços grandes.
  2. Misture o molho e polvilhe com o queijo parmesão e os croutons.

Molho:

  1. Bater tudo na batedeira.
  2. Provar após bater e se necessário acrescentar mais alho e queijo para não ficar com gosto de maionese. No nosso caso, foi necessário.

Crouton:

  1. Corte as fatias de pão de forma em cubos pequenos.
  2. Arrume em uma assadeira, regue com azeite e leve ao forno para torrar.
  3. Preste atenção, pois podem queimar muito facilmente.

Dica: prepare na hora de servir para não deixar os croutons e a alface murcharem.

Palmito com ervas finas – CT

A Renata e a sua fascinação por palmito nos levou a resta receita. Divina, Maravilhosa! Depois dessa, o terças lá em casa nunca será o mesmo. O palmito é magro. O resto veremos na balança. 🙂

O receita é a original do Claude Troisgros. Claro que não fizemos esta quantidade toda.

IMG_2683

Ingredientes/Utensílios

  • Panela de ferro;
  • 16 palmitos pupunha (fresco);
  • sal e pimenta do reino a gosto;
  • 2 colheres de sopa cheias de manteiga ou manteiga de garrafa;
  • ervas frescas (salsa, cebolinha, hortelã, manjericão, tomilho, alecrim, sálvia, estragão e coentro);
  • curry de madras ou pimenta dedo-de-moça (opcional);
  • queijo parmesão ou queijo coalho (opcional)

Como fazer

  1. Colocar 16 palmitos pupunha em uma panela de ferro fundido. É importante usar panela de ferro, para o palmito caramelar. Temperar com sal e pimenta do reino.  Acrescentar 2 belas colheres de manteiga.
  2. Acrescentar ervas ligeiramente picadas sem as machucar demais.
  3. Pode-se colocar, se quiser, uma pitada de curry de madras picante ou uma pimenta dedo-de-moça picada.
  4. Embrulhar totalmente os palmitos em papel alumínio e levar ao fogo até a manteiga cantar.
  5. Levar ao forno (180°C), durante 30 minutos.
  6. Retirar do forno, deixar descansar por 10 minutos, cobertos, e só então desembrulhar os palmitos e servir.
  7. Ralar o queijo parmesão em cima ou derreter o queijo coalho.

Serve 4 pessoas ou 16 🙂