Cuscuz de couve-flor com cogumelo – Bela Gil

Minha sogra viu na TV, deu a dica e um dia fizemos em um jantar para testar.

Adoramos a receita, o sabor oriental e não é que parece um cuzcuz? Vai virar rotina aqui em casa. Eu não tinha semente de girassol e adaptei para lascas de amêndoas.

Link da receita no GNT. Clique aqui

photo278046798695737287

photo278046798695737288

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 1 cabeça de couve-flor crua
  • 1 xícara de salsinha picada
  • 1 xícara de azeitona picada
  • 1 colher de sopa de tomilho fresco
  • 1 xícara de cenoura ralada
  • ½ xícara de semente de girassol tostada
  • ½ cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 2 xícaras de cogumelo paris fatiado
  • Azeite extra virgem
  • Molho shoyo
  • Óleo de gergelim tostado
  • Sal marinho
  • Pimenta do reino
  • Brotos ou mini folhas verdes para enfeitar

COMO FAZER

  1. Coloque uma panela com água e sal para ferver.
  2. Corte a couve-flor em flores, coloque na água e deixe ferver por 3 minutos. Deixe esfriar e bata no processador até se tornar um cuscuz.
  3. Despeje a couve-flor numa tigela e misture a salsinha, azeitona, tomilho, cenoura e semente de girassol.
  4. Refogue o cogumelo com alho e cebola e finalize com um pouco de shoyo.
  5. Misture a couve-flor na panela com os cogumelos. Tempere com azeite e óleo de gergelim tostado. Decore com brotos ou mini folhas verdes. Sirva quente ou gelado.

Pode ser conservado na geladeira por dois a três dias.

Anúncios

Spagetthi de abobrinha com molho de tomate rústico

Para quem gosta de massa com molho de tomate e de abobrinha esta receita fará sucesso. Serve como uma boa alternativa para diminuir os carboidratos e como a abobrinha fica al dente a sensação é de estar comendo uma macarronada. Eu adoro, é super simples de fazer e aqui em casa é muito bem recebida.
Você vai precisar de um cortador para facilitar o processo e acreditar no tempo de cozimento que eu vou dar para a abobrinha. Se você cozinhar demais, ela soltará muito água e o molho ficará ralo. Por este mesmo motivo, outra dica é fazer um molho rústico.
O molho pode ser pronto, com tomate natural ou pelati. Vou dar a receita com o molho de tomate pelati, mas use o da sua preferência.

collage

 

Ingredientes/Utensílios

  • 1 lata de tomate pelati;
  • 2 colheres (sopa) azeite;
  • 1 cebola pequena em cubinhos;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • De 1 a 2 xícaras de água;
  • 1 pitada de açúcar mascavo;
  • sal e pimenta do reino;
  • 3 abobrinhas médias;

Como fazer

  1. Comece pelo molho de tomate: Refoque a cebola no azeite.
  2. Quando tiver transparente, junte o alho para refogar.
  3. Junte o tomate e o líquido da lata.
  4. Amasse o tomate com uma espátula.
  5. Tempera com sal e pimenta do reino.
  6. Quando o tomate começar a ferver, junte a xícara de água e abaixe o fogo.
  7. Deixe cozinhar por mais ou menos 1 hora (panela tampada) e mexa às vezes para não queimar. Sempre que o molho secar, adicione mais água. Só tome cuidado porque o molho deve ficar com pedaços e mais grosso. Lembre-se de que quando a abobrinha for inserida, ela soltará uma água natural, deixando ele mais ralo.
  8. Acerte o sal, pimenta e adicione uma pitada de açúcar mascavo; Reserve
  9. Com o cortador, fatie a abobrinha. A parte com caroço não deve ser utilizada, a abobrinha precisa ficar al dente.
  10. Esquente o molho se precisar e coloque a abobrinha fatiada  para cozinhar no molho. Deixe apenas 3 minutos. Ela deve ficar al dente. Para maiores quantidades você pode precisar de mais tempo. Vá experimentando.
  11. Sirva imediatamente.
Você pode usar um queijo parmesão ralado, ou queijo minas padrão para manter o prato light.

 

Serve 2 pessoas.

Enroladinho de mussarela de báfala, parma, tomate seco e rúcula – Tia Rosangela

A culinária da Tia Rosangela é especial. Todas as comidas dela são maravilhosas, desde a farofa mais simples até o arroz negro. Nos nosso encontros do colégio muitas vezes pedimos para ela fazer alguma delicinha. Ela sempre faz e nos adoramos!
Esta foi uma dica dela para o chá de panela da Renata. Ela deu a dica e a filha, Sabrina, executou.
Estamos na torcida para que a Sabrina herde os conhecimentos da mãe. 🙂

IMG_0783

 

INGREDIENTES/UTENSÍLIOS

  • 1 folha de mussarela de búfala;
  • 7 folhas de presunto de parma;
  • Tomate seco à gosto
  • Rúcula à gosto;

COMO FAZER

  1. Abra a folha de mussarela de búfala. Ela precisa estar gelada para não se desfazer ao enrolar.
  2. Forre com o presunto de parma
  3. Coloque o tomate seco por cima e depois as folhas de rúcula.
  4. Tempere com azeite (não muito) e sal.
  5. Enrole a folha. Você vai enrolar a partir do maior comprimento da folha, ou seja, coma folha deitada. Isso fará com o que o rolo fique mais fino e mais comprido.
  6. Envolva a folha em um papel laminado e leve na geladeira por uma hora ou mais.
  7. Na hora de servir, retire o laminado e corte em rodelas. Cuidado para não apertar muito a folha.
  8. Regue com azeite e sirva imediatamente.

Linguiça calabresa caramelizada com Cereser – André e Raissa

Passei um domingo especial me despedindo de pessoas queridas da família que estão se mudando.
Esta domingo rendeu vários posts para o blog só com coisas especiais.
Vou começar com a linguiça calabresa caramelizada que concorreu com um churrasco e saiu como a queridinha. A linguiça foi feita pelo André e a Raissa contou que ela é sucesso absoluto em todos os eventos!
Eu adorei.

photo278046798695737281

Ingredientes/Utensílios

  • Sidra Cereser;
  • pacote de linguiça calabresa (fina);

Como fazer

  1. Em uma panela coloque a linguiça picada em pedacinhos (como na foto);
  2. Leve ao fogo e deixe a linguiça soltar um pouquinho da gordura.
  3. Coloque a Sidra e mantenha no fogo até caramelizar. Observe que a linguiça ficará com a cor mais brilhante e que a sidra irá secar. Este processo deve levar uns 20 minutos. Mexa, principalmente no final, para não queimar a linguiça.
Agora é só servir!